Archive for outubro, 2009

Chefe

sexta-feira, outubro 2nd, 2009

 

Chefe

 

Você está preparado para ser chefe de alguma coisa?

A pergunta pode parecer estranha, porque em princípio todo mundo quer ser chefe, mandar e desmandar. Então a resposta imediata é: SIM!

Mas ser chefe envolve algumas questões que pouca gente gasta um tempo (pequeno) para pensar.

Para ajudar nesta reflexão, responda para si mesmo:
– Como é a minha reação quando alguém (sob minha responsabilidade) comete o mesmo erro várias vezes? Vamos lembrar que quando alguém está sob a nossa responsabilidade o erro também é nosso e não apenas de quem o cometeu.
– Como é a minha reação quando um de meus subordinados falta ao trabalho sem nenhuma explicação prévia?
– Como é a minha reação quando alguém que eu coordeno insiste em não seguir as minhas orientações diretas?

Avalie suas respostas. Se em alguma delas você perceber alguma resposta ou atitude negativa é bom reavaliar a sua resposta à pergunta se você está preparado para ser chefe de alguma coisa.

A atitude esperada de alguém que ocupa um cargo de chefia é de educação, polidez, tranquilidade, sensatez e sensibilidade.

O nosso subordinado é pago para desempenhar alguns papéis que constam no seu contrato de trabalho. São as suas atribuições. Nestas atribuições não tem nada constando que ele terá de aguentar o nosso mau humor, falta de educação, rispidez, grosseria e coisas afins.

Demitir alguém as vezes é necessário. Mas não precisamos perder nem tentar tirar a dignidade das pessoas. Por pior que seja o motivo pelo qual a pessoa esteja sendo demitida.

Eu nunca admiti que alguém me tratasse de forma desumana. Nunca ninguém me tratou assim porque eu não dou esta liberdade. Se algum dia acontecesse de algum chefe me desrespeitar com palavrões e etc, com certeza (em silêncio) ajuntaria minhas coisas e ia embora sem dizer uma palavra sequer. Faria isto por dois motivos:
1. Sei que se eu abrir a boca a coisa irá piorar (não sou santo)
2. Meu orgulho as vezes fala um pouco alto (não sou santo)

Já vi muito chefe colocando funcionários literalmente no chão com palavras ditas aos gritos. Me dá uma vontade imensa de entrar no meio da “conversa” e dizer poucas e boas para o mau educado.

Curiosamente a maioria das pessoas que ocupam os cargos de chefia além de não saber o mínimo de relacionamento humano são extremamente mau educados (acho que dormiam durante o tempo que a mãe deles ensinava boas maneiras com as pessoas).

Este texto é apenas um desabafo e um apelo para aqueles que ocupam estes cargos avaliarem o seu posicionamento perante àqueles a quem gerencia.

 

Regras Úteis

quinta-feira, outubro 1st, 2009

 

Regras

 

Faz algum tempo eu recebi um e-mail contendo regras para a vida. Achei que são conselhos úteis para toda a vida e que devemos manter isto bem vivo na nossa mente para evitar maiores sofrimentos.

Regra número 1:

A vida não é fácil, acostume-se com isso.

Regra número 2:

O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

Regra número 3:

Você não ganhará R$ 20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.

Regra número 4:

Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.

Regra número 5:

Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social.

Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.

Regra número 6:

Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.

Regra número 7:

Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”.

Então antes de salvar o planeta para a próxima geração, querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.

Regra número 8:

Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA !!! Faça certo da primeira vez!

Regra número 9:

A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.

Regra número 10:

Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a balada e ir trabalhar.

Regra número 11:

Seja legal com os C.D.Fs – aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas. Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles.