Archive for dezembro, 2010

Saudade

quinta-feira, dezembro 16th, 2010
saudade.jpg 

Já pararam para tentar definir com palavras o que é saudade? Confesso que é uma tarefa extremamente complicada, mas vou tentar.
 
Pegue uma vasilha enorme. Nela você coloca os seguintes ingredientes:
– A importância que alguém tem em sua vida
– O sentimento que você nutre por esta pessoa
– As lembranças do que já viveu de bom com esta pessoa
– As sensações boas que teve ao lado desta pessoa
– O calor de um abraço terno e sincero
– O ressonar do timbre da voz desta pessoa dentro de você
– As vibrações do seu coração pulsando ao ver esta pessoa ou percebê-la próximo
– A felicidade que teve ao ver esta pessoa feliz
– Todos os momentos de felicidade que teve simplesmente por ver esta pessoa sorrindo
– O "bambear das pernas" quando ouviu um simples "alô" pelo telefone
 
Misture muito bem misturado. Coloque tudo isto no fogo brando do amor. Deixe neste fogo com a panela tampada, deixando apenas uma beirada aberta. Vai escapar um agradável aroma que vai cativar a todos que estiverem por perto.
 
Quando estiver bem quente, coloque num grande prato e saboreie tudo de uma vez (ainda quente, não deixe esfriar).
 
É algo que não há palavras para explicar.
 
Mas isto ainda não é a saudade… Saudade é quando você lembrar deste aroma e do sabor de toda a mistura e não tiver nada disto por perto!
 
Entenderam agora? rs
 

Mais um ano

segunda-feira, dezembro 13th, 2010
feliz_aniversario.jpg

É interessante como eu fico quando faço aniversário.
 
Não me considero uma pessoa anti-social. Muito pelo contrário. Gosto de contato humano e provoco este contato na maioria das vezes. Tenho uma boa desenvoltura para conversar com pessoas que eu nunca vi na vida como se fossemos velhos conhecidos. Mas quando se trata de meu aniversário eu bem que gostaria de me enfiar num buraco e só sair dele no dia seguinte.
 
Mas eu vi uma coisa importante neste meu 43º aniversário: As pessoas gostam de parabenizar os outros que fazem aniversário. Se viesse de um amigo que tenho em particular diria que é em tom de sacanagem pois fazemos questão (eu e ele) de cumprimentar um ao outro lembrando o quanto se está velho! Vi que as pessoas se sentem bem em lembrar do aniversário de alguém que gosta (independente de como o aniversariante se sente).
 
Aí eu começo a lembrar de como eu me porto nos aniversários das pessoas que gosto. Faço questão de cumprimentá-los e dizer alguma coisa diferente do tradicional "muitos anos de vida". Tentar transmitir alguma coisa de bom, como se fosse um breve resumo da importância da pessoa na minha vida e do quanto ela tem feito bem a mim e outras pessoas que a cercam.
 
Ainda assim eu fico como um peixe fora d’água quando me cumprimentam pelo meu aniversário. Sabe aquela sensação de não saber o que responder e como agradecer pela lembrança? Pois é… É assim que eu fico.
 
Adoro ser lembrado, ver que pessoas importantes (para mim) lembraram que faço aniversário neste dia. Algumas pessoas não podem passar de liso nesta data, pois se isto acontecer vou ficar muito sentido. E nunca esquecem! São pessoas verdadeiramente queridas.
 
Junto com estas aparecem muitas outras que me falam coisas muito boas de serem ouvidas (ou lidas). São pessoas que eu tive o prazer de ajudar (ou pelo menos elas se sentiram ajudadas por mim) em algum momento da vida e exatamente por isto se sentem gratas por algo que as vezes eu nem lembro que fiz. É gratificante ver que construi bons relacionamentos, é gostoso saber que pessoas das quais nunca tive o prazer de um abraço ou um aperto de mãos me tem em alta conta a ponto de me dizer coisas que me modificam o astral.
 
Vou modificar meu comportamento no meu aniversário. Vou procurar não me esconder no buraco e ficar à vista. Com certeza vou continuar sem saber o que responder quando me cumprimentarem (uma coisa de cada vez), mas não vou me esconder.
 
Aproveito para agradecer profundamente todas as manifestações carinhosas direcionadas a mim. Cada pessoa tem a sua importância e tem um lugar especial em meu coração. Sei que sempre estarão a disposição caso eu precise. Vejo em cada uma uma luz que ilumina o tempo todo. Com isto vejo meus caminhos cada vez mais iluminados por conta de cada olhar carinhoso que me dirigem.
 
Resumindo: É bom fazer aniversário! Ainda sou uma criança aos 43 anos de idade. Não me apego a bolos, velas e etc, mas me apego a cada demonstração de amizade que me fazem, venha de quem vier.
 
Um grande abraço!
 

Para o Alto e Avante

domingo, dezembro 5th, 2010
superman.jpg
 
Para quem não lembra esta era a frase do Superman dos anos 80 (em desenho animado, diga-se de passagem, em A Liga da Justiça).
 
Não me perguntem porque eu lembrei disto hoje porque não vou saber responder! E olhe que o Superman nem é meu herói favorito (para quem não sabe, meu herói favorito é o Homem Aranha).
 
O fato é que esta frase está retumbando na minha cabeça e eu resolvi escrever algo sobre ela.
 
É importante observarmos o nosso horizonte. Para onde estamos indo? Para onde seremos levados se não modificarmos nossa atual trajetória? Parecem perguntas bobas, mas deveriam fazer parte de nosso cotidiano.
 
É uma forma eficaz de avaliarmos a nossa atual conduta e o que estamos fazendo para modificar nossos atos visando a correção de falhas. Mas infelizmente nos falta o mais simples desejo de mudarmos, pois mudança significa desconforto, ação, esforço. Na maioria das vezes é tudo o que não queremos.
 
Mas que tal abraçarmos a causa de nossa vida visando o nosso próprio bem estar? É uma pergunta que parece bem óbvia. Mas infelizmente não damos a devida atenção. E isto não deveria ser assim, afinal de contas é o nosso próprio bem estar que está em jogo!!!
 
Vamos a um exemplo? Nos submetemos a uma agulha para sermos vacinados contra determinada doença. A dor, embora incômoda, fazemos questão de suportar pelo nosso bem estar. Encaramos uma injeção numa boa, mas não temos coragem de encarar a nós mesmos para mudarmos nossos atos? Mais alguém aí também vê isto como incoerência?
 
Mas a vida é muito interessante. Tudo o que nos recusamos a fazer em nosso próprio benefício teremos de fazer forçadamente e com mais dor. A injeção que deixamos de tomar para prevenir a doença pode se transformar em muitas injeções para banir a doença de nosso corpo. A escolha é sempre nossa.
 
E o que podemos fazer, a partir de então? TRABALHAR!!! Trabalhar nosso consciente em prol de nós mesmos… Como dizia o Superman: Para o alto e avante! Ou seja, vamos crescer! Vamos deixar de lado limitações (muitas vezes infundadas) e trabalhar nossos defeitos.
 
É sempre tão simples escrever tudo isto… Por que não é igualmente simples para colocar em prática?
 
 
 
 
 
 
A foto é uma singela homenagem ao Christopher Reeves (ator que fez o Superman no cinema e que deu um belíssimo exemplo de superação)