Olha eu aqui!!!

 

Alvo

 

Eu fico surpreso ao ver quantos amigos consegui conquistar apenas por ser eu mesmo.

Antes eu era o que os outros queriam e, com isto, nunca conseguia agradar a todo mundo (ainda não consigo). O ruim é que nesta lista de “todo mundo” eu estava incluído nela.

A partir de uma determinada época eu decidi que seria eu mesmo e os outros que se danem. Continuei não conseguindo agradar a todos mas consegui agradar a pessoa mais importante no universo: EU!

Não sei me definir com detalhes, apenas sei em linhas gerais numa visão macro de mim mesmo. Mas mesmo em linhas gerais eu consigo gostar do que sou.

Tenho muitos defeitos (muitos mesmo). A medida que vou caindo vou mapeando os buracos onde meti o pé para não cair novamente. Vou ficando calejado (é claro) mas o importante é que vou aprendendo.

Numa comparação tosca com o Marcelo de cinco anos atrás posso dizer que o atual ganha disparado (o ganhar aqui está associado com o meu grau de satisfação).

O curioso é que a partir do momento em que eu passei a gostar mais de mim mais pessoas também passaram a gostar. Com isto fui conquistando (sem nenhum esforço) uma rede de amigos.

O que eu quero com este post é recomendar a todos que por pior que pareçam sejam vocês mesmos. Não tentem agradar um e outro, mas esforcem-se para agradar a si mesmos.

Aquela velha frase (que mais parece um clichê) ainda vale: Se eu não gostar de mim mesmo quem vai gostar?

 

Comentários estão fechados.