Fazendo de Novo

tudo_de_novo.jpg
 
Como eu prometi ontem, aqui vai uma reflexão sobre uma música de Cazuza que me chamou atenção hoje.
 
Na escola quando não aprendemos temos de repetir o aprendizado. Iremos passar pelas mesmas matérias, fazer os mesmos exercícios, assistir às mesmas explicações durante todo o período para que façamos algo diferente e vençamos a dificuldade.
 
A vida é exatamente do mesmo jeito. Vivemos uma série de problemas e aqueles aos quais não conseguimos aprender teremos de vivê-los novamente. Iremos nos preparar novamente, ver as mesmas coisas, visualizar os mesmos caminhos e com a proposta de fazer algo diferente para que o resultado também seja diferente.
 
Esta reflexão foi inspirada num trecho de uma música:
Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára
 
E é exatamente isto que me motiva estar no estado de "Piloto Automático Ativo". O meu "modus operandi" eu conheço bem então se eu for raciocinar e ponderar sobre tudo o que me acontece minhas atitudes serão exatamente iguais as de antes (o que não será muito bom para o meu futuro). Aí eu ligo o meu "Piloto Automático" porque ele segue o manual à risca. Sem titubear. Não faz nenhum procedimento fora do que está escrito no manual. Mas os problemas de antes eu vejo acontecendo novamente ("eu vejo o futuro repetir o passado"). Minhas atitudes devem ser diferentes para que eu consiga me vencer.
 
Não quero me entregar sem lutar. Quero ver o meu "museu" com coisas antigas, ou seja, sem surpresas para que não tenha de vivenciar nada que já foi vivenciado antes.
 
Devíamos pensar sempre no que estamos fazendo para corrigir os problemas que já vivemos ao invés de continuar tentando resolvê-los sempre da mesma forma (errada) que sempre fizemos…
 

Comentários estão fechados.