Celular

celular.jpg 

Ontem estava lembrando de quando comecei a usar telefone celular e quais foram os meus celulares.
 
Confesso que foi engraçado!
 
Em 1998 comecei a trabalhar por conta própria e com isto precisei de um celular para que eu fosse mais facilmente encontrado. Saí procurando um celular que eu gostasse.
Encontrei um modelo da Motorola que era a sensação do momento. Era o Startac (tinha um número que eu não me lembro mais). Avançadinho para a época. Infinitamente ruim se comparado aos de hoje. Olha que interessante: Não tinha relógio nem despertador e muito menos identificador de chamadas. Mas era pequeno! Não incomodava muito. Tinha uma porcaria de antena que as vezes era necessário puxar para aumentar o sinal. Esta antena era frágil e quebrava numa facilidade incrível.
 
Mais tarde comprei o Nokia 6120. Este era melhor (embora maior que o Startac). Tinha relógio, despertador e identificador de chamadas. Não podem dizer que foi um avanço incrível. Com uma telinha que comportava apenas algumas linhas. A tela tinha duas cores: Aceso e apagado! rsrs. E tinha uma luz verde que iluminava toda a tela quando estava escuro. Um avanço e tanto!
 
Saí dele para outro Nokia que eu não me lembro o modelo. Mas este era mais avançado ainda. A diferença era: Menor em tamanho e tinha uma tela colorida (acho que 32 mil cores). Foi mais um avanço porque este já era GSM, ou seja, tinha o CHIP que os anteriores não tinham. Este telefone me serviu durante muito tempo.
Num outro momento comprei o Motorola V3 Black. Era a sensação do momento. Seu tamanho era pequeno. Tinha uma tela também colorida, duas câmeras, um tela menor do lado de fora do celular (já que ele era do tipo "flip"). Com esta tela era possível saber quem estava ligando sem precisar de abrir o celular. Achei o máximo! Este já contava com "bluetooth".
 
Saí dele para o que uso atualmente: Nokia E65. Um celular que me satisfaz muito! Tem bluetooth e wireless (rede sem fio). Com ele é possível usar internet através de um roteador sem fio. É muito interessante… Sua câmera é melhor, tem cartão de memória de até 2 Gb (o que me satisfaz plenamente).
 
Com certeza não vai parar por aí. Meu celular já está todo gasto (já são dois anos de uso). Na época que comprei o E65 estava de olho no E71. Mas estava muito caro. Hoje nem tanto. Está sendo o mais cotado no momento.
 
Um tempo atrás eu cogitei a idéia de ter um celular com dois chips. Ia usar um número para trabalho e outro pessoal. Ao final do dia é só desativar o número de trabalho ficando apenas o pessoal ligado (o que não é má idéia). Mas o problema dos telefones com dois chips é a bateria que dura muito pouco. Além de ser telefones fabricados na China, ou seja, sem garantia nenhuma.
 
A tecnologia não vai parar por aí e a tendência é colocar tudo em aparelhos pequenos para um conforto muito maior. Desde uma simples agenda de compromissos até programas mais complexos para as mais diversas finalidades transformando o celular num minúsculo computador de mão e (pasmem) que dá até para fazer ligações telefônicas!!!

startac.jpg nokia_6120.jpg motorola_v3.jpg

 

 

Comentários estão fechados.