Freio ou Acelerador?

acelerar_frear.jpg

Depois de uma triste notícia de um grave acidente automobilístico nas proximidades de Belo Horizonte eu fiquei pensando nos motivos que levariam alguém a transitar com uma velocidade de 150 km por hora.

 
Dez centímetros é a distância que separa o acelerador do freio num carro. Mas esta distância é extremamente longa quando levamos em conta outros fatores.
 
Parece fácil quando dizemos: É só pisar no freio! O que nos parece simples é extremamente complicado se levarmos em consideração o tempo que leva para alguém que está no comando do automóvel tomar esta decisão.
 
E é justamente neste ponto que eu quero ressaltar neste texto: A decisão que temos de tomar entre acelerar ou frear. Isto pode significar estar vivo ou não (nos mais diversos sentidos que você possa imaginar).
 
Não temos como prever (com exatidão) nosso futuro. Só podemos fazer breves suposições mediante ao que temos no presente levando em consideração as experiências vividas no passado. Mas estes dois fatores são primordiais para tomarmos esta difícil decisão.
 
Vamos retirar o automóvel de nossa mente neste momento e colocar em seu lugar a vida. Devemos acelerar ou frear? A resposta dificilmente pode ser dita com apenas uma das duas palavras. Requer análise. Requer tempo que não dispomos quando a vida nos pede para decidir. Quais são as chances de tomar uma decisão errada? ENORMES!!! Mas seja lá qual decisão for temos de ter em mente que a tomamos pelas informações que tínhamos no momento de decidir. O mais importante é que uma decisão tomada não significa que não podemos corrigir no futuro. Portanto, se erramos na decisão com certeza iremos arcar com as consequências do erro cometido, mas nada impede que (a partir do momento em que reconhecemos o erro) mudemos para não errar mais.
 
Reconheço que existem erros que são fatais, que nos levam a morte. Se isto aconteceu o que se há de fazer? São consequências da decisão tomada. E nem pense em não tomar nenhuma decisão porque o fato de não decidir já é uma decisão. O fato é que se as consequências são muito complicadas iremos sofrer. Iremos sofrer até tomarmos outra decisão que poderá nos amenizar o sofrimento.
 
Entre acelerar e frear, escolha viver!
 

Comentários estão fechados.