Premissas

 nascer_do_sol.jpg

Quais são suas premissas?
 
Ah você não sabe o que é isso? Tenho certeza que sabe sim, mas não dá este nome. Vou explicar e você vai identificar o que estou dizendo.
 
Sempre que arvoramos em caminhos novos mantemos a nossa visão naquilo que nos é certo. Não é comum perdermos o nosso foco onde temos segurança. Quando isto acontece é sofrimento na certa. Então sempre evitamos fazer isto.
 
Então o que eu chamo de premissa é o nosso terreno sólido que nos dá a certeza de que tudo pode acontecer que dele não iremos passar.
 
É comum as pessoas colocarem como premissas de vida a sua própria família. Tudo pode acontecer de ruim, mas a pessoa sempre sabe que a família o irá apoiar. Ótimo. É disto que estou dizendo.
 
Mas a família não é premissa para tudo. Para cada coisa, para cada situação temos uma premissa diferente.
 
É importante estabelecermos de forma bem clara todas estas premissas.
 
Com todas (ou a maioria delas) devidamente estabelecidas aí passamos a eleger quais as premissas são mais importantes que as outras.
 
É comum também elegermos pessoas que são as responsáveis por estas premissas. Então estas pessoas são como referências para nós.
 
É aquela pessoa a quem pedimos opinião para tudo. Não que iremos agir exatamente como a opinão destas pessoas, mas iremos considerar estas opiniões com um peso enorme. Iremos questionar a nossa própria opinião se a opinião destas pessoas forem contrárias. Não digo que isto é ruim. O enfoque não é este.
 
É importante determinarmos como agimos com estas premissas. E é extremamente importante termos estas premissas.
 
Isto vira certezas em nossa vida. Tudo pode dar errado, mas as nossas premissas estão lá do jeito que deixamos da última vez que vimos.
 
Num momento difícil, volte-se para suas premissas e recomece a partir daí. Quando tudo der errado, recorra às suas premissas e passe a reconstruir a partir delas. Elas funcionam como nossos alicerces onde construímos nosso castelo. Os ventos, as chuvas e qualquer outra coisa podem destruir nossas construções, mas o alicerce fica sempre intacto (dispenso engraçadinhos incluindo terremotos neste meu exemplo… rsrs… mas o terremoto significa a quebra de referência ou de nossas premissas, pois isto pode acontecer).
 
Procure suas premissas. Mantenha-as sob sua intensa vigilância. Não as perca de vista em tempo algum.
 
De resto, viva. Perca-se na vida (mantendo as premissas). Experimente de tudo. E observe as suas premissas crescendo e ficando cada vez mais sólidas. Isto só vai acontecer se sairmos de nosso casulo, se sairmos de nossa zona de segurança.
 

Comentários estão fechados.