Mais um ano

feliz_aniversario.jpg

É interessante como eu fico quando faço aniversário.
 
Não me considero uma pessoa anti-social. Muito pelo contrário. Gosto de contato humano e provoco este contato na maioria das vezes. Tenho uma boa desenvoltura para conversar com pessoas que eu nunca vi na vida como se fossemos velhos conhecidos. Mas quando se trata de meu aniversário eu bem que gostaria de me enfiar num buraco e só sair dele no dia seguinte.
 
Mas eu vi uma coisa importante neste meu 43º aniversário: As pessoas gostam de parabenizar os outros que fazem aniversário. Se viesse de um amigo que tenho em particular diria que é em tom de sacanagem pois fazemos questão (eu e ele) de cumprimentar um ao outro lembrando o quanto se está velho! Vi que as pessoas se sentem bem em lembrar do aniversário de alguém que gosta (independente de como o aniversariante se sente).
 
Aí eu começo a lembrar de como eu me porto nos aniversários das pessoas que gosto. Faço questão de cumprimentá-los e dizer alguma coisa diferente do tradicional "muitos anos de vida". Tentar transmitir alguma coisa de bom, como se fosse um breve resumo da importância da pessoa na minha vida e do quanto ela tem feito bem a mim e outras pessoas que a cercam.
 
Ainda assim eu fico como um peixe fora d’água quando me cumprimentam pelo meu aniversário. Sabe aquela sensação de não saber o que responder e como agradecer pela lembrança? Pois é… É assim que eu fico.
 
Adoro ser lembrado, ver que pessoas importantes (para mim) lembraram que faço aniversário neste dia. Algumas pessoas não podem passar de liso nesta data, pois se isto acontecer vou ficar muito sentido. E nunca esquecem! São pessoas verdadeiramente queridas.
 
Junto com estas aparecem muitas outras que me falam coisas muito boas de serem ouvidas (ou lidas). São pessoas que eu tive o prazer de ajudar (ou pelo menos elas se sentiram ajudadas por mim) em algum momento da vida e exatamente por isto se sentem gratas por algo que as vezes eu nem lembro que fiz. É gratificante ver que construi bons relacionamentos, é gostoso saber que pessoas das quais nunca tive o prazer de um abraço ou um aperto de mãos me tem em alta conta a ponto de me dizer coisas que me modificam o astral.
 
Vou modificar meu comportamento no meu aniversário. Vou procurar não me esconder no buraco e ficar à vista. Com certeza vou continuar sem saber o que responder quando me cumprimentarem (uma coisa de cada vez), mas não vou me esconder.
 
Aproveito para agradecer profundamente todas as manifestações carinhosas direcionadas a mim. Cada pessoa tem a sua importância e tem um lugar especial em meu coração. Sei que sempre estarão a disposição caso eu precise. Vejo em cada uma uma luz que ilumina o tempo todo. Com isto vejo meus caminhos cada vez mais iluminados por conta de cada olhar carinhoso que me dirigem.
 
Resumindo: É bom fazer aniversário! Ainda sou uma criança aos 43 anos de idade. Não me apego a bolos, velas e etc, mas me apego a cada demonstração de amizade que me fazem, venha de quem vier.
 
Um grande abraço!
 

Comentários estão fechados.