Oferta maior que demanda

plantacao.jpg 

 
Pelas regras do comércio se a oferta é maior que a demanda os preços abaixam e mais pessoas podem usufruir do bem ou serviço.
 
É interessante como esta regra se aplica com perfeição em nossa vida pessoal.
 
Aumente a sua oferta de amizade e terá mais amigos. Diminua esta oferta e o preço de sua amizade fica caro e até os amigos que já tem irão embora.
 
O que me motiva a escrever este texto é uma recente decepção de alguém que eu considerava como amigo e que me provou (da pior maneira possível) que a consideração não é recíproca.
 
É claro que na hora dá vontade falar poucas e boas porque esperar algo de bom de alguém que lhe dá o inverso não é agradável. Mas isto não me dá o direito de fazer o mesmo com ele ou com qualquer pessoa.
 
No fim das contas o que eu tive a dizer a ele foi que ficasse tranquilo que não farei com ele o que ele fez comigo onde e com quem quer que eu esteja.
 
Ótimo. Assim não diminuo meu terreno fértil para novas amizades e me mantenho disponível para novas conquistas sem diminuir meu magnetismo pessoal.
 
Mas no fundo fico pesaroso por alguém que antes confiava e hoje não confio mais. Me dá uma sensação amarga de perda. Conversando com uma amiga ela disse uma frase que se refere a um caso que aconteceu com ela (e que se aplica a mim nesta situação): Quem perdeu foi a outra pessoa e não eu!
 
Eu aprendi que o mundo é muito pequeno e fatalmente nos esbarramos em alguma esquina em algum tempo. Então o melhor é não fechar portas para nada e para ninguém. Deixar o campo das possibilidades sempre fertilizado e irrigado para termos sucesso.
 
Não é tarefa muito fácil travar a língua quando se quer despejar cobras e lagartos nas pessoas que nos fazem mal. MAS É POSSÍVEL. E é nisto que temos de trabalhar: NO POSSÍVEL!!!
 

Comentários estão fechados.