Melhorias – Urgente

 flores.jpg
Como sempre, tem dias que sentimos que não somos boas companhias. São aqueles dias em que nos reconhecemos chatos e que nada vai nos modificar.
 
Qualquer lado que eu olhe tudo parece fora do lugar. Isto causa uma irritação que é difícil definir.
 
Basta perceber alguém agindo de forma errada para tecer um livro de críticas (recheadas de palavras grosseiras e as vezes impronunciáveis). Mas ainda bem que este livro fica só na mente mesmo e não é exposto.
 
Existem momentos especialmente únicos em nossa vida. Aqueles em que somos chamados para modificar o teor dos pensamentos. Nos fazem ver que embora estejamos chatos existem pessoas que se preocupam e que estão por perto.
 
Então mesmo que tudo esteja (aparentemente) conspirando para o nosso mal estar é bom lembrar que estamos rodeados de boas pessoas interessadas apenas (e tão somente) em nosso bem estar.
 
Basta fazer aquilo que cabe unicamente a nós: Estender a mão em busca de ajuda. Afinal de contas ninguém poderá adivinhar coisa alguma se não dissermos.
 
Mas ainda tem uma parte que todo mundo reclama: Esforçar para a própria melhoria. Quando é uma doença física tomamos um remédio e tudo volta ao normal. Mas quando é algo psíquico precisamos de esforço. Nada sem esforço iremos conseguir.
 
Aprendemos que toda ação gera uma reação, está escrito mais ou menos assim numa das leis de Newton. Só que em se tratando de problemas psíquicos isto não vale (quando o sentido é a melhoria). Temos de gerar a reação salutar e isto teremos de fazer nós mesmos.
 
É bom não nos esquecermos disto porque sempre agimos de forma recorrente repetindo velhas atitudes imaginando que teremos resultados diferentes.
 
Usar o raciocínio sempre será uma boa saída. Se muitas vezes agimos impensadamente, se quisermos (finalmente) acertar teremos de pensar antes de agir.
 
Meu convite aqui é bem simples: Raciocinar antes de agir. Ontem já passou e amanhã ainda não chegou. Vamos viver o hoje (SEMPRE).
 

Comentários estão fechados.