Desconfiança

desconfianca.jpg

Pouco tempo atrás eu falei sobre confiança. Pois bem… Agora é hora de falar da desconfiança…

Não existe nada pior que ser alvo de desconfiança. Do nada alguém nos chega e diz: "Não confio em você!"

A coisa agrava quando não damos motivo para desconfiança. Já ouvi uma frase absurda: "Você nunca me deu motivo, mas eu não confio em você!". Isto é soa como uma ofensa, tanto para o meu lado pessoal quanto para com a minha inteligência.

Se eu desconfio de alguém com toda certeza tenho motivos. Posso até não querer expô-los (por uma questão de ética ou com medo do barraco que esta exposição vai causar, rsrsrs), mas eles existem. São motivos concretos e palpáveis. Ou seja, é possível explicar com todo embasamento lógico e (com uma grande chance de) convencer quem me ouve.

Mas dizer que não existem motivos e mesmo assim desconfiar simplesmente não consigo entender.

Vejam que há uma diferença enorme entre "não confiar" e "desconfiar". Não confiar é comum, pois confiança é algo conquistado. De igual forma a desconfiança também é algo conquistado (mas pelo lado negativo). É bom entender que da mesma forma que eu tenho de fazer por onde ter a confiança dos outros a mesma coisa acontece com a desconfiança.

Se a confiança é o princípio de qualquer união a desconfiança é o princípio de qualquer desunião.

Falando em desunião… Uma forma muito comum de desconfiança é o ciúme. Na maioria das vezes o ciúme é infundado. Não tem embasamento lógico ou concreto que sustente sua existência. Vejo sempre o ciúme como sinônimo de desconfiança. Encaro a confiança como base de qualquer relacionamento. Logo, o ciúme está na contramão.

Muitos dizem que o ciúme é o tempero do amor. E eu digo que o ciúme é o destempero. É o componente que estraga qualquer relacionamento. Quer colocar um fim no seu relacionamento? Tenha ciúme! Com toda certeza isto vai minar (aos poucos) qualquer relacionamento que tenha. Todo relacionamento onde o ciúme está presente está fadado ao fracasso (lembre-se disto antes da sua próxima crise de ciúme).

Confie até que haja algo de concreto que te estimule a desconfiar. Havendo a desconfiança não guarde ela pra si mesmo, revele e exponha a sua desconfiança. Por mais que doa é muito melhor esclarecer do que guardar. Não fique ao lado de uma pessoa mantendo o ciúme, com toda certeza você vai sofrer e vai fazer a outra pessoa sofrer também.

Se possível tente se colocar no lugar do outro. Imagine alguém que gosta dizendo que desconfia de você sem motivo algum. Apenas desconfia. Vai chegar a conclusão que é algo bem ruim.

Comentários estão fechados.