Sentimento e Razão

emocao_razao.gif
Coração vazio é sempre fonte de problemas.

Sem que tenhamos qualquer controle, focamos nossas atitudes envolvendo o coração deixando de lado uma parte importante de nós mesmos: A razão.

Foi abandonada? Assimile o abandono e não se deixe abater. Com certeza vai ficar triste sim, se permita que isto aconteça mas não "vá para o chão".

Falei sobre isto com uma pessoa estes dias. Estava se sentindo sozinha e abandonada por ter sido esquecida por alguém a quem ama muito. Racionalmente falando haviam duas alternativas:
1. Bola pra frente. Sentir cada gota de sofrimento para que ele acabe rápido. É como um remédio amargo, podemos tomar num gole só ou com canudinho. Tentar evitar sofrer é usar o canudinho. Passado o sofrimento deixar-se disponível, permitir que as coisas aconteçam.
2. Insistir. Tentar obter notícias por qualquer meio que seja (telefone, e-mail, recado, sinal de fumaça, etc), não se importar com a falta de atenção alheia e sobreviver com o que se tem.

Concordo que as opções que coloquei são tendenciosas, mas sinceramente não vejo nenhum bom motivo para que se continue insistindo em algo que está fadado ao fracasso por falta de interesse de uma das partes.

Eu sempre vou preferir e recomendar o que traz menos sofrimento, muito embora as pessoas optem por ele. Não cabe a mim criticar a opinião ou a decisão alheia. Meu papel é apenas mostrar um ponto de vista que muitas vezes é ignorado, mas a decisão é sempre pesssoal.

O fato é que a falta de decisão na vida (especialmente em questões sentimentais) influenciam no comportamento geral e em todos os setores.

Não tente tapar o buraco do coração com coisas que não irão durar ou que podem lhe trazer consequências. Quando o sentimento falhar a razão deve conduzir. Se o motorista não estiver apto para dirigir, deve ser substituído.

Comentários estão fechados.