SPAM

spam.jpg

 

O assunto deste texto é algo que incomoda muita gente.
 
Para quem não sabe. Spam é todo e-mail não solicitado visando um pedido ou propaganda comercial normalmente enviado em massa (para muitas pessoas ao mesmo tempo).
 
Eu tenho aproximadamente 15 anos de internet e neste tempo todo eu aproveitei (no máximo) uns dois ou três spams que caíram na minha caixa postal.
 
De tão incômodo eu aprendi algumas coisas sobre o assunto. O spammer (pessoa que pratica spam) tem um grande problema: Coletar o maior número de e-mails válidos (e-mails que realmente existem e não devolvem mensagens). A pessoa que coleta estes e-mails monta uma lista com milhares deles e os vende para empresas que praticam spam. E aí seu e-mail anda por muitos lugares e você acaba recebendo e-mails de toda natureza oferecendo os mais diversos produtos/serviços.
 
Mas como esta pessoa coleta estes e-mails válidos? Aí é que vem o grande truque. A pessoa envia um e-mail com uma história qualquer. Coloca fotos (de crianças, preferencialmente) para sensibilizar e pede para que repasse a mensagem para todos os seus contatos. Quem repassa mantém os textos anteriores (incluindo os endereços para onde foram enviadas) e não toma nenhum cuidado de esconder para quem manda. Volta e meia esta mensagem volta ou chega a outra pessoa que faz a mesma coisa.
 
Hoje eu recebi uma mensagem destas. Fiz questão de contar quantos e-mail eu poderia coletar. Totalizaram 453 endereços. Olhem só a trajetória da coisa (eu troquei os nomes para proteger a identidade das pessoas envolvidas):
 
Amarante enviou para 31 pessoas
Grimálio (que recebeu a mensagem de Amarante) reenviou para 89 pessoas
Benedita (que recebeu de Grimálio) reenviou para 26 pessoas
Berilo (que recebeu de Benedita) reenviou para 12 pessoas
Durvalino (que recebeu de Berilo) reenviou para 13 pessoas
Demístocles (que recebeu de Durvalino) reenviou para 50 pessoas
Justino (que recebeu de Demístocles) reenviou para 51 pessoas
Asdrúbal (que recebeu de Justino) reenviou para 91 pessoas
Ambrosina (que recebeu de Asdrúbal) reenviou para 81 pessoas
Eu (que recebi de Ambrosina) JOGUEI NO LIXO!!!!
 
Eu só listei aqui um "nó" da cadeia de cada um. A progressão é mais do que geométrica se imaginarmos que cada uma das pessoas que recebeu este e-mail repassou para todos os seus contatos…
 
Nesta mensagem em específico havia um texto dizendo que se tratava de uma mãe de uma criança de alguns meses de idade que estava com uma doença grave e que não tinha dinheiro para comprar medicamentos caros. Aí disse que a Microsoft (que é uma empresa super generosa) daria a ela US$0,32 (trinta e dois centavos de dólar) por cada mensagem encaminhada e aí ela pede para cada um FAÇA A SUA PARTE encaminhando a mensagem para todos os seus contatos.
 
Primeira coisa: O SUS fornece medicamentos em caso de doenças graves. Vejo muitas ações na justiça por este motivo e estas pessoas sempre ganham estas ações.
 
Segunda coisa: Não há como a Microsoft saber para quem eu encaminho minhas mensagens (graças ao bom Deus não tem como a Microsoft saber). Portanto, não poderá remunerá-la através deste meio.
 
Terceira coisa: Mesmo que houvesse uma forma hipotética da Microsoft saber esta informação porque escolheu uma pessoa brasileira para fazer isto? Como foi o critério para sortear (porque o que mais existe é gente precisando desesperadamente de dinheiro) esta pessoa?
 
Eu sei que muita gente que costuma encaminhar este tipo de mensagem deve estar se considerando trouxa por ter contribuído com isto.
 
Suponhamos que você receba uma mensagem e que queira repassá-la para todos os seus contatos. Há uma forma segura de fazer isto sem que ninguém fique prejudicado:
1. Retire do corpo do e-mail todos os endereços de e-mail que ver. Deixe só o texto que interessa;
2. Quando for enviar existem sempre três campos onde podemos colocar os destinatários: "Para", "Com cópia" e "Com cópia oculta". Coloque todos os endereços para quem você queira enviar a mensagem no campo "Com cópia oculta". Assim os endereços não são embutidos na mensagem e ninguém fica sabendo para quem você mandou.
 
Dê a sua contribuição para que esta prática pelo menos diminua.
 

Comentários estão fechados.