Liberdade

Este é um assunto interessante.

Primeiro a definição do dicionário: Direito de proceder conforme nos pareça, contanto que esse direito não vá contra o direito de outrem.

Confesso que fiquei surpreso com esta definição no dicionário.

Agora vem a pergunta fatídica: Alguém é verdadeiramente livre?

Eu, pelo menos, desconheço alguém que seja livre. Todos nós somos prisioneiros de alguma coisa. Falar “alguma coisa” é ser bem bonzinho, porque se alguém é prisioneiro de apenas uma coisa pode-se considerar o ser mais feliz da face da Terra. Somos prisioneiros de muitas coisas. Exemplo (só do que lembro agora):
– Tempo: Somos prisioneiros do tempo. Temos hora para chegar em determinados lugares e hora para sair. Se atrasarmos consequências acontecem e (não raro) sofremos com elas.
– Dinheiro: Uma das coisas que mais aprisionam as pessoas. Sem dinheiro não comemos, não moramos, não vivemos.
– Comida: Se não alimentarmos nosso corpo morre. Mas antes disso iremos dar muito trabalho para nós mesmos e para os outros.

Melhor parar por aqui antes que eu entre pelo campo dos vícios (físicos e psíquicos).

Este artigo é para não nos iludirmos que podemos conquistar uma liberdade absoluta porque ela não virá.

O problema maior é quando as pessoas decidem lutar por esta liberdade que não vai chegar. Nesta luta não há vencedores. A partir do momento em que decidimos que iremos lutar por nossa liberdade vamos lutar contra aquelas pessoas que nos são amigas e que realmente querem o nosso bem, vamos nos indispor com as pessoas que nos sustentam em nossas dificuldades, vamos nos esquecer de nossas obrigações básicas para conosco mesmo e para com aqueles que nos cercam, vamos esquecer de fazer a “manutenção” das amizades que temos, iremos exigir respeito à nossa liberdade mas vamos nos esquecer de respeitar a liberdade dos outros.

Resumindo: Seremos pessoas insuportáveis, até mesmo para quem nos ama.

Liberdade boa é aquela que vem naturalmente sem o nosso esforço e será consequência de nosso bom posicionamento perante a vida e principalmente como resultado do respeito que temos à liberdade dos outros.

Vamos nos libertar das amarras que nós mesmos criamos…

Comentários estão fechados.