Não Posso Errar

 erros.png

É uma frase que eu conheço muito. Ouço esta mesma frase de muitas pessoas.
 
Mas por que, exatamente, não podemos errar? O erro é direito nosso. Vou mais além: O erro consciente é direito de todos.
 
Existem erros dos quais ainda não temos forças para nos libertar. E nós sabemos exatamente que erros são estes. Então, travar luta contra estes erros o resultado é claro e antecipado: Fracasso!
 
Cada vez que fracassamos no combate a algum erro amargamos o prejuízo da culpa e do remorso.
 
Reconhecer e assumir os erros é imprescindível. Mas não podemos nos privar do direito de errar.
 
Iremos errar sim, tantas vezes quanto quisermos. Temos este direito. Vamos cair nas mesmas falhas e não queremos ser julgados por isto (basta a nossa consciência que não nos deixa em paz quando erramos).
 
Considero o erro consciente como uma evolução, pois se antes errávamos achando que estávamos agindo corretamente, hoje erramos sabendo que é a nossa atitude é errada.
 
Não podemos encarar este direito ao erro como uma desculpa para o comodismo. Devemos sempre cuidar para evitar os erros, mas não devemos nos martirizar por causa deles.
 
Sempre que paramos para viver o remorso por um erro cometido é sinal que:
1. O erro ainda é mais forte que nós. Portanto, não deve ser alvo de nossos combates;
2. Existem outros erros menores que estão sem a nossa devida atenção.
 
E a recomendação é bem simples. Podemos exercitar o nosso poder de combate aos erros com os pequenos erros. Combater os erros que damos conta de vencer é prazeroso e aumenta a nossa auto estima.
 
Não podemos pensar que iremos vencer sem esforços, mas não precisamos empreender um esforço do qual não daremos conta de vencer. Podemos conseguir grandes feitos com esforços insignificantes e constantes.
 
Para isto basta vontade! Desanimar e acomodar nunca!
 

Comentários estão fechados.