Fazer a Diferença

Seja diferente

O que estamos fazendo no mundo (e pelo mundo)?
 
Quando adolescente havia uma pergunta que sempre fazíamos entre os amigos (o tom da pergunta era sempre de brincadeira, mas encerrava uma grande lição): O que você fez de útil para a humanidade em toda a sua vida?
 
Normalmente ficávamos sem resposta para esta pergunta, porque nada tínhamos feito.
 
Aí veio a grande idéia: Vamos fazer alguma coisa para responder esta pergunta. E fizemos. Plantamos uma árvore. Hoje eu posso dizer: Fiz (pelo menos) uma coisa útil para a humanidade. Plantei uma árvore!!!
 
Já não me misturava à multidão que nada respondia a esta pergunta.
 
O que eu quero com tudo isto é bem simples. Ser igual a todo mundo é fazer o esperado. É agir em comunhão com a multidão.
 
Estamos aqui para sermos diferentes em alguma coisa. Podemos viver como todo mundo vive, mas temos todas as possibilidades de agir fazendo a diferença na vida dos outros.
 
Aí começa a nossa peregrinação em busca do que fazer de diferente. É uma busca que não precisa ir muito longe. O mundo nos cobre de possibilidades e cabe a nós aproveitar tais oportunidades.
 
Querem sugestões? Fácil! Procurem um abrigo que acolhem crianças. Não precisam levar nada. As crianças que estão "internadas" nestes abrigos estão carentes de calor humano e não de presentes comprados em lojas. O maior presente para elas é serem consideradas como seres humanos (enquanto todos as consideram como lixo). Agir diferente, neste caso, é ter um compromisso de visitá-las periodicamente. Não vai gastar dinheiro, só um pouco do seu tempo. E não visitem apenas na época do Natal, porque isto também é bem comum. Que seja uma vez por mês. Após a segunda visita as crianças já vão te esperar para a próxima. Briquem com elas, conversem, dialoguem… Trate-as como seres humanos. Seja humano!
 
Esta é uma das sugestões, dentre tantas outras que existem.
 
Não gostaria de deixar esta vida sendo considerado como uma pessoa normal. Quero que sintam a minha falta porque a minha presença faz falta (sentir minha falta por causa da falta de meu dinheiro não é muito legal também).
 
Tenha amigos. Ouça-se e respeite-os sempre! Não há prazer maior do que ser lembrado pelos seus amigos como uma boa referência.
 
Sejam o que quiserem ser, mas façam a diferença na forma positiva de pensar.
 

Comentários estão fechados.