Síndrome do Mestre dos Magos

mestredosmagos.jpg

Se você já assistiu o desenho animado chamado "Caverna do Dragão" aposto como já ficou com vontade de espancar o personagem Mestre dos Magos pelo sumiço dele nos momentos cruciais.
 
Ele aparece antes e depois de tudo acontecer, mas durante os acontecimentos ele simplesmente deixa seus "pupilos" na mão.
 
Tá! Mas o que isto tem a ver com a realidade? TUDO!!!!
 
Eu tenho uma grande repulsa por pessoas que simplesmente desaparecem na hora em que mais precisamos delas.
 
Apesar de entender o comportamento destas pessoas eu não gosto desta atitude e procuro sempre me afastar delas.
 
Você tem uma amizade? Então zele por esta amizade, porque se tudo ruir e você tiver amigos com certeza não estará só. Sempre terá alguém ao seu lado para te apoiar.
 
Não há nada pior do que contar com alguém (para coisas simples mesmo) e este alguém simplesmente não cumpre com o papel de amigo.
 
Temos de considerar que o erro pode ser nosso, por considerar alguém que não nos considera na mesma medida. Neste caso é o momento de avaliar o nosso envolvimento com alguém que não nos dá importância. Mas a grande maioria é por descuido mesmo. Ou seja, o afastamento não é proposital.
 
Embora o meu comportamento padrão seja o de me afastar destas pessoas, tenho consciência que estou agindo errado. O correto é continuar sendo eu mesmo para que a pessoa se sinta estimulada a agir diferente do seu "normal".
 
Adotei um posicionamento que inclusive foi tema de minha frase no meu perfil do Orkut: "Estou sempre presente para quem me procura". Traduzindo: Nunca deixo de dar atenção a quem me procura.
 
Resumindo tudo: Quer um amigo? Seja amigo! Quer atenção? Dê atenção! Quer apoio? Dê apoio!
 

Comentários estão fechados.