Amizade

amizade.jpg 
As vezes fico me perguntando (talvez tentando delinear) os ingredientes necessários para uma grande e duradoura amizade.
 
Não posso falar por ninguém além de mim mesmo, mas com certeza não sou diferente de muita gente (não sou uma nota de três reais).
 
Os ingredientes que eu vejo como básicos e necessários são:
Empatia: É a nossa identificação (principalmente intelectual) com a pessoa. Alguma coisa temos de ter em comum e que sirva de ponto de contato. Começa sempre pela empatia. Muitas vezes é silenciosa. A identificação com a pessoa nos atrai para conhecê-la melhor.
Simpatia: É um pouco mais profundo do que a empatia. Envolve questões morais que temos em comum. A pessoa nos torna simpática e a convivência se torna agradável.
Educação: Nada melhor que lidar com pessoas educadas. Pouca gente suporta a falta de educação. Podemos até ter amigos mal educados, mas serão sempre exceção e nunca serão considerados aquele grande amigo.
Solicitude: É o fator primordial para ter um laço sempre apertado com alguém. Sempre que alguém nos faz um favor (ou nos ajuda em alguma coisa) nos sentimos na obrigação de devolver e isto mantém acesa a chama da amizade. Nada contra quem não pode nos prestar um favor ou nos ajudar, mas quem ajuda tem ponto extra.
Confiança: Este é o principal. Nenhuma amizade vai adiante sem a confiança. Sem confiança nunca passaremos de meros conhecidos. Normalmente sem confiança falta simpatia e até mesmo empatia. Confiança é algo complicado porque só se perde a confiança quando a temos (ninguém perde o que não tem). Normalmente confiamos em todos de uma maneira geral e algumas pessoas se destacam neste quesito por nos provarem que são dignas para isto. E aí exigimos um pouco mais abrindo o livro de nossa vida. E se a pessoa corresponde aí pronto, a confiança mútua está estabelecida e o relacionamento tende a galopar. Mas se tivermos alguma atitude contrária a confiança iremos perder tudo, inclusive a amizade por completo. Se tem a confiança de alguém, guarde-a num local muito seguro pois tem um valor incalculável. A confiança eu considero como o fermento da amizade. É o que a faz crescer!
Atenciosidade: Tem algo bem desagradável que é a falta de atenção. Isto reflete a consideração que as pessoas têm por nós. Reflete o quando a nossa amizade vale a pena (na visão das outras pessoas). Não tem uma regra definida para caracterizar alguém atencioso ou não. Mas o fato é que quando alguém não nos dá atenção passamos a moldar a nossa vida para este fato e acabamos acostumando com sua falta. Ou seja, a amizade está fadada ao esquecimento. A atenciosidade é o conservante da nossa receita. Quer ter uma amizade duradora? Seja atencioso!
 
Misture tudo isto e terá a amizade. Se for capaz de colocar um outro ingrediente (que eu também considero essencial) vai ficar melhor ainda. Este ingrediente é o amor. Isto fará com que nos esforcemos em todos os quesitos para sermos cada vez mais importante na vida das pessoas.
 
É claro que tudo isto é segundo a minha visão pessoal. Para alguns pode haver a necessidade de um ou outro ingrediente ou alteração nas proporções e importâncias dos mesmos.
 
O incentivo que eu quero dar aqui é o de cultivarmos o máximo possível nossas amizades pois são elas que nos sustentam em momentos difíceis.
 

Comentários estão fechados.