Duas Alternativas

 bifurcacao.jpg
 
Em toda situação que nos acontece sempre temos duas alternativas (muitas pessoas colocam mais alternativas, mas eu considero apenas duas):
1. Fazer o que todo mundo faz
2. Fazer diferente
 
A primeira alternativa é sempre a mais comum e é sempre a que nos vem à mente primeiro. Alguém nos bate, nós revidamos. Esta é a primeira alternativa e é o que todo mundo espera que façamos. Mas existe a segunda alternativa que é fazer o que ninguém espera que façamos, ou fazer o incomum.
 
Ao sermos ofendidos o normal é respondermos a ofensa com outra maior ainda para que a pessoa não tenha resposta e fique calada. Isto é o normal, isto é o comum. Mas há algo melhor a ser feito. Ao sermos ofendidos podemos nos calar e deixar que a pessoa fale o que ela quiser pelo tempo que quiser e não revidar. Quem levou a melhor? Se você acha que o melhor é sempre aquele que demonstra força saiba que é preciso muito mais força para calar do que para ofender.
 
Um amigo contou uma história que lhe aconteceu e que me fez ficar pensando: Ele foi ofendido por um cliente pelo telefone. A sua resposta foi que ligaria mais tarde porque a pessoa que ele conhecia era educado e gentil então com certeza ele estava passando por um momento difícil. Pronto! Foi o suficiente para desarmar a pessoa que lhe pediu desculpas e confidenciou a situação difícil que estava vivendo na vida pessoal.
 
Ao contar esta mesma história para outra pessoa tive como resposta a seguinte frase: Isto é muito legal mas ainda não consigo fazer! Concordo, mas não precisamos colocar as coisas desta forma, senão parece que é algo impossível de ser feito.
 
O que me chama atenção é que estamos num mundo onde a desonestidade é o que vemos de mais comum. Então agir como a maioria é agir na contramão do correto. Devemos sempre fazer algo diferente do que a maioria faz.
 
Você que está lendo este texto neste momento tem duas alternativas:
1. Ignorar tudo o que leu
2. Observar para ser diferente em alguma coisa
 
A decisão (como sempre) é sua!
 

Comentários estão fechados.